agência de marketing digital o condado

Você ainda não entende por que é importante usar técnicas de SEO e ter um bom posicionamento no Google? Então, vamos contar a história da Fabi para você entender a importância da otimização para os motores de busca.

A Fabi é apaixonada pelo que faz. Há um ano, ela abriu uma loja de roupas no centro de Ribeirão Preto. No dia a dia, ela se dedica ao máximo às atividades do negócio: contatar fornecedores, fazer pesquisas de mercado, treinar os funcionários, gerenciar as finanças, fechar o caixa. Sob o seu comando, o negócio está bem organizado!

Porém, uma pedra no sapato ainda incomoda muito: apesar de toda a sua dedicação, o fluxo de clientes não é bom. É aí que ela percebe que está falhando no marketing da empresa.

Quando sobra um tempo, ela até publica alguns looks no Instagram da loja e dá uma olhada no site, que está lá parado há um tempo. Mas isso não parece ser suficiente…

O desafio, agora, é ter mais clientes dentro da loja, sem precisar de muito investimento no marketing digital para não prejudicar as finanças. Como fazer isso?

Então, a Fabi vai até o Google para ter algumas ideias e se dá conta que a resposta estava ali mesmo: sua loja precisava aparecer no buscador! Afinal, se ela mesma foi buscar uma solução no Google, quantas pessoas devem fazer o mesmo quando estão precisando de roupas?

E todas essas pessoas — especialmente quem busca uma loja em Ribeirão Preto — podem encontrar o que precisam na loja da Fabi!

Aí está a importância do SEO especialista: aparecer nas primeiras posições da busca orgânica do Google para as pessoas que estão buscando pela sua solução naquele momento, para resolver uma dúvida ou necessidade e, assim, atrair mais interessados para o seu negócio.

Como o Google funciona?

Viu como a Fabi encontrou no SEO marketing uma solução para atrair mais clientes para a sua loja? Agora, então, ela precisa entender como o Google funciona para adotar as melhores estratégias de otimização. É isso que vamos explicar agora.

Cada vez que um usuário pesquisa no buscador, milhares de resultados podem aparecer para ele. Afinal, a internet tem uma infinidade de conteúdos para responder a sua dúvida (o que pode até deixá-lo perdido…).

A grande missão do Google, então, é oferecer a melhor experiência de busca ao usuário. Para isso, ela precisa indexar e organizar todos esses links para apresentar, em ordem, os melhores resultados para aquela pesquisa.

Então, entra em cena o robô do Google, o Googlebot, que é responsável por rastrear todos os conteúdos da internet e classificar as páginas para realizar o ranqueamento dos resultados orgânicos.

O Google não revela todos os segredos do seu complexo algoritmo, por isso não sabemos exatamente quais são os seus fatores de ranqueamento. Mas sabemos, basicamente, que o robô ordena as páginas conforme a sua autoridade na web e a sua relevância para a palavra-chave pesquisada.

Para conquistar as melhores posições, então, sua empresa precisa ser um desses melhores resultados. A seguir, você vai ver quais são as principais estratégias de SEO para conquistar autoridade e relevância na internet.

Quais são os pilares de uma estratégia de SEO?

Se você e a Fabi já entenderam como o Google funciona, já podemos falar sobre como buscar o melhor posicionamento no buscador. Não basta apenas ter um site ou publicar em um blog, pois SEO é um conjunto de estratégias, que devem ser baseadas em quatro pilares:

Tecnologia

O primeiro passo é fazer com que o buscador consiga ler e indexar as suas páginas. Por isso, a tecnologia do site está na base uma estratégia de SEO bem sucedida.

É importante entender que o Googlebot não vê as páginas como um usuário qualquer, pois ele só consegue ler texto e código. Por isso, o desenvolvimento do site deve ser feito com uma arquitetura de informação lógica e códigos simples e claros, que facilitem a compreensão pelo robô.

Além disso, a tecnologia também deve proporcionar uma boa experiência ao usuário. Alguns fatores que contam para o ranqueamento estão relacionados a ela, como a velocidade de carregamento das páginas, a usabilidade nos dispositivos móveis e o uso do protocolo HTTPS.

Conteúdo

O robô precisa entender do que as páginas tratam para saber qual é a sua relevância para as pesquisas dos usuários. Por isso, o conteúdo também é um dos pilares de uma estratégia de SEO.

O robô identifica as palavras-chave de uma página para apresentá-la nos resultados de uma busca. Por isso, você deve evidenciá-las no conteúdo, nos títulos e intertítulos, nas tags das imagens e nas URLs.

Porém, a tecnologia do buscador está cada vez mais sofisticada para compreender a semântica do conteúdo sem precisar focar em palavras-chave específicas, já que isso pode provocar tentativas de manipulação (black hat). Portanto, o foco da produção de conteúdos deve ser a sua qualidade para o usuário, e não a indexação pelo robô.

Nesse sentido, você precisa desenvolver uma boa estratégia de Marketing de Conteúdo, focada em oferecer materiais úteis e interessantes para o seu consumidor. É dessa maneira que você atrai mais tráfego de pessoas interessadas nas suas soluções, sejam elas produtos ou serviços.

Relacionamento com o mercado

Além da relevância das páginas para as buscas dos usuários, o algoritmo também considera a autoridade do site para o ranqueamento.

Para identificar quais páginas são as principais referências em determinado assunto, o Google usa a mesma lógica de citações em trabalhos acadêmicos: quanto mais um autor é citado por outros bons autores, mais autoridade ele demonstra.

O mesmo vale para o SEO: se você recebe muitos links de outros bons sites da web, significa que você é uma referência no mercado. Assim, você transmite confiança ao Google de que merece estar entre os primeiros resultados da busca.

Então, você precisa desenvolver um trabalho de link building para conquistar backlinks relevantes, o que pode ser feito nutrindo um bom relacionamento com players importantes do seu mercado.

Experiência

Como explicamos no início do artigo, o papel do Google é oferecer uma boa experiência ao usuário. Por isso, o buscador também está preparado para identificar os sinais de que os visitantes estão gostando do seu site.

O tempo de permanência e a taxa de rejeição de uma página são alguns indicadores que o Google considera para entender se os usuários estão encontrando o que procuram. Além disso, o CTR (Click-Through Rate, ou taxa de cliques) dos links na página de resultados da busca evidencia se aquela página tem relevância para a palavra-chave pesquisada.

Práticas como encher a página de palavras-chave ou apresentar um conteúdo para o usuário e outro para o robô (que configuram black hat) tendem a gerar sinais negativos dos usuários, porque prejudicam a experiência no site. Por isso, elas podem resultar em exclusão ou rebaixamento do seu site no ranking.

Pronto! Agora a Fabi já pode desenvolver uma estratégia para a sua loja. Baseada nos quatro pilares do SEO, ela pode criar um blog, pesquisar as melhores palavras-chave para o seu negócio, melhorar a velocidade das suas páginas, conseguir backlinks de outros sites, entre outras diversas ações que o Marketing de Conteúdo tem a oferecer de melhor.

Assim, a Fabi vai ver o fluxo de clientes e as vendas aumentarem! A loja tende a ganhar muito mais visibilidade no buscador mais usado do mundo e atrair interessados bem na hora em que eles estão buscando pelos produtos que ela oferece.

 

Agora, se você ficou com alguma dúvida sobre como aplicar uma estratégia de SEO na sua empresa, deixe um comentário logo abaixo para podermos lhe ajudar!

Gostou do conteúdo? Deixe o seu comentário!

avatar
  Inscreva-se!  
Notificação de