agência de marketing digital o condado

Uma agência de marketing digital vai ajudar você a aumentar os negócios da sua empresa na internet. Existe uma série de estratégias digitais para atrair seu cliente ideal e fazê-lo realizar as ações que você deseja. E essas ações, quando planejadas da maneira correta, levam à satisfação simultânea da sua empresa e dos seus clientes.

Se você encontrar o parceiro certo, pode ter certeza de que ele será seu maior aliado. Afinal, o sucesso de uma agência é diretamente proporcional aos resultados que ela gera para seus clientes — e o marketing digital reserva diversas oportunidades para quem sabe aproveitar todo o seu potencial, desde que feito com profissionalismo e monitoramento contínuo.

Confira agora o nosso guia de como encontrar o melhor parceiro para o seu negócio e entenda um pouco mais do que uma agência é capaz de fazer por você.

O que faz uma agência de marketing digital?

Os serviços que as agências de marketing digital oferecem podem variar muito, mas, em geral, você pode esperar por estes serviços:

1. Planejamento de marketing digital

 

Tudo deve começar com um planejamento. Nos primeiros contatos com uma agência de marketing digital, a sua empresa provavelmente vai transmitir o que espera dessa parceria, alinhar os objetivos e lançar algumas ideias.

Mas é a agência que vai consolidar todos esses insights em um planejamento completo, com a definição de metas e objetivos claros para as ações, prazos para a execução, além de indicadores de resultados (métricas e KPIs) para avaliar o desempenho das estratégias.

É importante que o planejamento e alinhamento de expectativas sejam feitos antes de executar qualquer ação, para não haver desperdícios de esforços ou decepções para qualquer uma das partes.

2. Campanhas pagas no Google

 

O Google Ads (antigo Google AdWords) é uma ótima maneira de captar a atenção de clientes em potencial quando eles estão cientes de ter um problema e estão procurando uma solução.

Afinal, a maioria das pessoas recorre ao Google com a intenção de encontrar respostas para os seus problemas mais prementes. Por isso, criar uma campanha de links patrocinados no Google Ads, voltada para esses prospects, pode ser muito vantajoso.

Além disso, as campanhas pagas do Google também abrangem outros formatos de publicidade online, como os anúncios de mídia display (que são veiculados em sites e portais) e o Google Shopping (que se referem especificamente a produtos e também aparecem nos resultados da busca).

3. Otimização para tráfego orgânico

 

Ter seu site ou blog nas primeiras posições dos resultados da busca do Google não serve apenas para criar consciência de marca ou ter mais visualizações. O SEO (Search Engine Optimization) é mais que isso.

Se o seu conteúdo estiver nas primeiras posições, você poderá atrair clientes em potencial na fase certa da jornada de compra ou do funil de vendas. Exatamente quando ele souber que tem um problema e procurar por uma solução, ele vai encontrar você. Além disso, você desenvolve a autoridade da marca no mercado, já que os conteúdos estão bem posicionados no ranking do Google, a frente dos concorrentes.

Percebe como é importante otimizar o seu site ou blog para o Google? Por isso, esse é um dos serviços mais importantes oferecidos por uma agência de marketing digital.

4. Desenvolvimento de sites, hotsites e landing pages

 

Uma agência de marketing digital geralmente também conta com um profissional ou um time de desenvolvimento e programação, já que os projetos costumam envolver a criação de sites.

E não são só os sites institucionais que estão no escopo de atuação das agências. Em ações promocionais, como um evento ou um lançamento de produto, muitas vezes são desenvolvidos hotsites, que são sites temporários. Além disso, quando o objetivo do cliente é especificamente gerar leads, a agência também pode criar landing pages, que são páginas focadas na conversão.

Para todos esses tipos de desenvolvimento, é importante sempre estar de olho em SEO, pois a qualidade da programação das páginas é a base para conquistar um bom posicionamento no Google.

5. Gestão de redes sociais

 

As ferramentas para atingir o público-alvo certo, juntamente da sua gigantesca base de usuários, fazem do Facebook a plataforma ideal para obter um bom retorno sobre o investimento.

Quando você anuncia no Facebook, consegue atingir seu público de forma segmentada, filtrando por sexo, nível de escolaridade, localização geográfica, interesses, atualização de status e também em relação a eventos importantes em suas vidas.

Além do Facebook, que serve para absolutamente quase todo tipo de negócio, outras redes sociais podem ser bastante estratégicas de acordo com o segmento de atuação da empresa, como Instagram, LinkedIn, Twitter e Pinterest.

Uma agência de marketing digital deve dominar todas essas redes sociais e saber avaliar quais são as mais importantes para o cliente, conforme o seu público e seus objetivos. Geralmente é preciso priorizar alguns canais para fazer uma gestão de redes sociais eficiente.

6. Campanhas em vídeo

 

Nos últimos três anos, o consumo de vídeos online aumentou em 90% — atualmente, 86% dos brasileiros assistem a vídeos na internet. E o grande propulsor desses números é o principal site de vídeos da web, o YouTube.

Por lá, uma agência de marketing digital pode desenvolver um trabalho focado em vídeos, que tem o poder de alcançar um público enorme e conquistar o seu engajamento. Para você ter uma ideia, o YouTube é capaz de atingir maior quantidade de usuários entre 18 e 49 anos do que os 10 programas mais assistidos na televisão juntos.

Além disso, campanhas em vídeo também ganham força quando são integradas com as redes sociais da marca, que potencializam o engajamento. No Facebook, por exemplo, o algoritmo prioriza a exibição de vídeos no feed, em detrimento de outros formatos.

7. Mobile marketing

 

Mais de 50% das pesquisas feitas em dispositivos móveis levam a uma compra. Quando esta pesquisa está relacionada a um negócio que opera em uma base local, esse número é ainda maior: 78% das pesquisas em celular se traduzem em uma compra offline.

Há muitas opções em uma agência de marketing digital quando se trata de investir em publicidade para dispositivos móveis, como anúncios para celular no YouTube, publicidade in-app (dentro de aplicativos) e campanhas focadas na instalação de aplicativos móveis.

Outro ponto importante é a agência desenvolver páginas responsivas na criação de sites, hotsites e landing pages. Isso significa que elas devem se adaptar a qualquer tamanho de tela que o usuário utilizar e, assim, oferecer uma experiência positiva para ele também no celular.

8. E-mail marketing

 

O e-mail ainda é a ferramenta que gera mais retorno sobre o investimento. Mas é importante saber usá-la corretamente, sem fazer spam, que bombardeia as caixas de e-mails diariamente com mensagens fora de hora ou irrelevantes para o destinatário.

As agências de marketing digital, então, devem saber como usar o e-mail marketing de maneira efetiva. Esse canal deve ser considerado um meio de relacionamento com o consumidor, com quem a sua empresa vai estabelecer uma conversa com mensagens interessantes para ele.

Para isso, a estratégia deve considerar a criação de listas de contatos, a segmentação de envios, a criação de conteúdos, além de uma forma sustentável de captar novos contatos. Geralmente, a aquisição ou assinatura de um software de e-mail marketing é necessária para automatizar os envios e escalar a estratégia.

9. Marketing de conteúdo

 

Marketing de Conteúdo é o combustível que alimenta muitas estratégias do marketing digital atualmente. Afinal, a base para qualquer ação é a produção de conteúdos.

Muitas empresas acham que a criação de conteúdo consiste em escrever algumas postagens por semana e colocá-las em um blog. Mas aqueles que se preocupam com as vendas e não com as “métricas de vaidade” sabem que o buraco é mais embaixo. É preciso ter uma estratégia por trás de toda publicação — se não, é como se você estivesse falando para ninguém.

Por isso, os serviços que uma agência pode oferecer em Marketing de Conteúdo consistem em desde a pesquisa sobre a persona do negócio, para quem os conteúdos serão produzidos, até a publicação de posts em blogs e redes sociais.

10. Inbound marketing

 

Por fim, uma agência de marketing digital também pode oferecer os serviços do inbound marketing.

A intenção do inbound marketing — ou marketing de atração — é atrair o interesse de potenciais clientes para nutrir o relacionamento com eles e conduzi-los pelo funil de vendas até a compra. Para isso, a estratégia usa muitas ferramentas e canais que já citamos, como redes sociais, e-mail marketing e SEO.

Porém, quando a agência oferece esse serviço, ela não deve apenas saber operar as ferramentas — ela deve ter uma visão estratégica de captação, nutrição e conversão de leads que traga resultados reais para o negócio.

Faço tudo sozinho ou contrato uma agência de marketing digital?

Se você administra uma empresa pequena ou média, é provável que esteja se fazendo essa pergunta. Você deve contratar uma agência de marketing digital ou fazer tudo por conta própria?

Você já viu tudo o que uma agência pode oferecer. Então, já pode começar a pensar se a sua empresa seria capaz de fazer tudo internamente ou se é melhor contar com um parceiro especializado para isso.

Agora, nós vamos listar alguns processos e atitudes que são necessários para conduzir uma campanha de marketing digital bem-sucedida. Será que a sua empresa consegue fazer tudo sozinha? Aqui está uma lista geral:

1. Compreensão do público

Antes de executar uma campanha de marketing de sucesso, você precisa entender o comportamento de seus clientes. Muitas ações de marketing acabam parecendo genéricas, sem uma identidade ou foco em algum público, porque algumas empresas não dedicam tempo para realmente entender os seus clientes e as histórias por trás de seus problemas.

Para corrigir isso, as empresas precisam criar uma persona para a sua marca, que é a descrição fictícia de um cliente ideal, baseada em dados reais. Assim, a compreensão do público se consolida em uma pessoa com características reais, para quem as estratégias serão criadas com mais eficácia e precisão.

2. Documentação de processos

Escalar algo requer uma correta documentação dos sistemas, processos e fluxos de trabalho que definem uma atividade específica. Isso significa ter um sistema estruturado para seguir quando você criar uma postagem no blog, uma campanha de relações públicas, promoções em mídias sociais ou anúncios pagos.

Só assim você consegue mensurar o retorno dos seus investimentos e reestruturar os planos, quando necessário, para ter melhores resultados. Sem a documentação, a empresa fica perdida quando precisa retomar ou ajustar algum ponto da estratégia.

3. Ferramentas

As campanhas de marketing digital exigem uma variedade de ferramentas do início ao fim. Elas ajudam a executar as tarefas, especialmente aquelas mais braçais, que ocupam tempo da equipe enquanto poderia se dedicar a questões mais estratégicas. Assim, elas trazem agilidade e produtividade para as ações de marketing digital.

Veja algumas ferramentas que geralmente você precisa ter no marketing digital (algumas delas, gratuitas):

  • Plataformas de e-mail marketing;
  • Ferramentas de análise de dados, como Google Analytics;
  • Ferramentas de monitoramento de redes sociais;
  • Plataformas de automação de marketing;
  • Ferramentas de design e criação, como Photoshop;
  • Software de CRM.

4. Consistência

Uma das habilidades mais importantes quando se trata de marketing digital é a paciência. Diferentemente do marketing tradicional, que muitas vezes foca diretamente na venda, muitas estratégias digitais tratam de relacionamento e construção de marca.

A consequência dessas ações, então, são os resultados em vendas, que podem demorar um pouco para serem percebidos. Porém, quando eles aparecem, tendem a ser sustentáveis ao longo do tempo.

Mas, para isso, é preciso ter consistência na produção de conteúdos e na interação com os consumidores, para que eles mantenham o engajamento com a empresa e se lembrem da marca quando precisarem comprar.

5. Qualidade

É fácil escrever posts aleatórios, mas você consegue escrever conteúdo de qualidade que seu público-alvo vai gostar de ler? É isso que separa os sites e blogs medianos daqueles excelentes.

Muitas empresas se limitam a produzir textos sem qualquer estratégia, apenas para “fazer o que todo mundo está fazendo”. Porém, é a qualidade do conteúdo, essencialmente, que traz os resultados desejados.

Então, não basta simplesmente publicar no blog. É preciso compreender a persona, pensar em temas interessantes, escolher a linguagem adequada e, assim, agregar qualidade às estratégias.

6. Visão sistêmica

O marketing digital não deve ser entendido como uma ilha dentro da empresa: ele precisa estar conectado às outras estratégias de marketing offline e, principalmente, aos objetivos do negócio como um todo.

Muitas empresas criam ações de mídias sociais, e-mail marketing ou publicidade digital, por exemplo, sem pensar em como isso traz retorno para o negócio. Mas é importante ter uma visão sistêmica sobre o negócio para focar em ações que tragam resultados efetivos.

7. Experiência profissional

Você deve garantir que tenha experiência em projetar e gerenciar as etapas de uma campanha de marketing digital. Não é fácil publicar conteúdo de alta qualidade que seus leitores desfrutem ou documentar processos sólidos que mantêm seus sistemas na direção certa.

Para isso, é preciso contar com uma equipe que entenda do assunto e esteja sempre atualizada sobre o marketing digital, que constantemente traz novidades (uma nova rede social, uma nova ferramenta, uma nova tendência). Porém, contratar profissionais qualificados e especializados em cada área pode ser caro e trabalhoso para a sua empresa.

Afinal, por que contratar uma agência de marketing digital?

Depois de entender o que faz uma agência de marketing digital e o que é necessário para desenvolver as ações na internet, você não acha que vale a pena ter um parceiro para tudo isso?

Contratar uma agência de marketing digital evita de ter você e sua equipe constantemente envolvidos na estratégia, o que dá bastante trabalho. Em vez disso, você pode se dedicar às suas atividades essenciais para gerenciar e expandir seus negócios, como fechar contratos ou obter investimentos.

Então, se você contratar uma agência, poderá contar com uma equipe de especialistas trabalhando para você todos os meses. Você não terá que se preocupar em criar e gerenciar um time completo de marketing, que demanda profissionais especializados em diferentes áreas de formação (design, copywriting, performance, social media, entre outros).

Em vez disso, você pode manter uma equipe enxuta de marketing, até mesmo um só profissional, apenas para fazer a interface com a agência. Assim, você também terá menos preocupações com questões trabalhistas (rescisões, férias, controle de ponto etc.).

Outra preocupação que você não precisa mais ter: custos com ferramentas. Geralmente, as próprias agências são responsáveis por contratar ou adquirir ferramentas de criação, de e-mail marketing, de automação etc. Então, pode ficar tranquilo, que isso está dentro do valor da agência.

Mas antes de escolher uma agência…

É preciso saber o que você precisa. É hora de olhar para dentro e entender as suas necessidades, os seus objetivos e a sua situação atual para saber o que a agência pode trazer de retorno. Antes de escolher a sua agência parceira, então, faça as perguntas certas:

1. Quais são as reais necessidades de marketing da minha empresa?

Entenda quais são as suas necessidades reais em termos de marketing. Precisa de um novo design para o seu site? De uma estratégia de e-mail marketing? De SEO? De análise de dados do seu desempenho? Quais são as táticas e estratégias que você sabe que deve fazer, mas que ainda não conseguiu implementar?

Essas são as perguntas que ajudam você a entender o que deve confiar a uma agência de marketing digital para obter excelentes resultados.

2. Sua empresa está preparada para o marketing digital?

Contratar uma agência de marketing digital não significa entregar tudo para ela e esquecer o marketing. Você precisa se envolver no alinhamento dos objetivos, no fornecimento de informações sobre o negócio e na avaliação dos resultados.

Portanto, perceba se você tem conhecimento ou profissionais capacitados para fazer a interface com a agência, o que também exige certo conhecimento em marketing digital.

3. Quanto a agência vai cobrar (e quanto você pode pagar)?

Muitas empresas querem economizar dinheiro, então o preço é geralmente a primeira coisa que elas pedem. No entanto, se você encontrar uma agência que cobra preços muito baixos, é provável que ela também forneça resultados de baixa qualidade.

Por outro lado, agências que cobram preços mais altos tendem a entregar mais qualidade e tratar seus clientes com mais generosidade (embora não seja uma regra). Por isso, você precisa encontrar um equilíbrio entre o que precisa, o que pode pagar, o que a agência entrega e o que ela cobra por isso.

É necessário fazer uma análise dos custos e despesas do seu negócio, avaliar o custo-benefício da contratação e definir um escopo de trabalho que caiba no seu orçamento.

4. Quais resultados a agência de marketing digital pode entregar para a sua empresa?

Existem muitas agências de marketing que prometem o mundo aos clientes apenas para fechar o negócio, mas elas não têm a equipe e as habilidades para fornecer o serviço que prometem.

Por isso, é preciso ter um olhar crítico para entender se o parceiro é capaz de atender as necessidades da sua empresa, se ela tem expertise dentro do seu mercado e se tem os profissionais capacitados nas áreas que você precisa. Não espere se dar conta disso só depois de já ter contratado a agência.

Tomando a decisão…

Enfim, antes de decidir pela melhor agência de marketing digital, analise alguns aspectos importantes:

  • Pesquise sobre a reputação da agência no mercado e a satisfação dos clientes que já foram atendidos por ela;
  • Entenda qual é a especialização da agência no marketing digital (muitas delas oferecem esses serviços apenas para atender a demanda do mercado, mas não têm a qualificação necessária para isso);
  • Perceba se a agência é capaz de desenvolver uma estratégia para o seu negócio, pois você não precisa de um parceiro que apenas saiba operar ferramentas;
  • Perceba também se a agência está realmente focada em gerar resultados reais para o seu negócio (e se tem formas de mensurá-los), e não apenas curtidas no Facebook, que geralmente não trazem retorno efetivo.

A escolha da agência certa para a sua empresa pode gerar bons lucros, permitir a tranquilidade de cuidar de tudo para você e evitar os custos de criar uma equipe interna. Mas lembre-se de percorrer todos os passos que mostramos neste artigo para fazer a melhor escolha, que atenda as necessidades do seu negócio e traga mais sucesso para você.

Se você leu todo esse artigo e ainda não sabe muito bem por onde começar, entre em contato conosco e conheça o que nós podemos fazer para alavancar as vendas da sua empresa na internet!

Gostou do conteúdo? Deixe o seu comentário!

avatar
  Inscreva-se!  
Notificação de